Curitiba recebeu seminário Brasil em Desenvolvimento

Do site do IPEA

Ipea encerrou na capital paranaense, nesta segunda-feira (29), a primeira fase do ciclo de debates

Com lançamento de publicações e debates sobre temas variados – de cooperação federativa a mudanças climáticas –, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em parceria com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) e apoio da FAE Centro Universitário, promoveu nesta segunda-feira (29), em Curitiba (PR), a última etapa do seminário Brasil em Desenvolvimento.

O evento encerra um ciclo de debates que se iniciou em Brasília, em maio, e passou por Recife, Goiânia, São Paulo e Belém, contemplando todas as macrorregiões do país na divulgação dos trabalhos do Ipea e de seus parceiros e tendo como pano de fundo a publicação Brasil em Desenvolvimento: Estado, Planejamento e Políticas Públicas, estudo que envolveu 120 técnicos do Instituto e traz análises de políticas públicas.

Durante a abertura, a cargo do presidente do Ipea, Marcio Pochmann, e do diretor-presidente do Ipardes, Gilmar Lourenço, foi destacada a importância da cooperação entre as entidades para a produção de estudos para o debate nacional e regional. “Há um esforço por parte do Ipea para deixar de ser uma instituição de apoio ao governo federal para se tornar uma instituição de apoio à produção de conhecimento ao Estado brasileiro como um todo”, afirmou Pochmann.

Segundo ele, o apoio às instituições nos estados, por meio da Rede Ipea/Anipes (Associação Nacional de Instituições de Pesquisa), gera conhecimento com resultados superiores, além de trazer o benefício da formação de quadros.

Debates da manhã
Com mediação da pesquisadora do Ipardes Rosa Moura, houve apresentação da palestra As negociações internacionais sobre mudanças climáticas: avanços recentes e o papel brasileiro, da técnica de Planejamento e Pesquisa do Ipea Maria Bernadete Gutierrez, com comentários do pesquisador do Ipardes Oduvaldo Bessa Júnior.

Em seguida, o assessor-chefe de Planejamento e Articulação Institucional do Ipea, Aristides Monteiro Neto, falou sobre o escopo do trabalho Brasil em Desenvolvimento. “É um documento que guarda um olhar sobre a conjuntura, sobre o momento, mas não diz coisas efêmeras. Traz os temas da vez, uma reflexão sobre e para as políticas públicas, mas analisadas como processos mais longos.”

O diretor-adjunto de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia do Ipea, Antonio Lassance, ministrou a palestra Cooperação federativa: a formação de consórcios públicos no Brasil, com comentários da pesquisadora do Ipardes Maria Luiza Dias, que contribuiu com um panorama do quadro de consórcios paranaense.

Encerrando os debates da manhã, a bolsista do Proredes-Ipea Lorreine Vaccari apresentou o painel Aglomerações transfronteiriças no Sul do Brasil, estudo que busca desmistificar as áreas de fronteira como zonas problemáticas e apresentá-las como espaços sinérgicos para o desenvolvimento e a integração. Os comentários ficaram por conta do diretor-adjunto de Estudos e Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais do Ipea Miguel Matteo.

Debates da tarde
Na abertura dos trabalhos da tarde, o técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea Marco Aurélio Costa fez a apresentação Rede Ipea-Anipes: fortalecendo o planejamento para o desenvolvimento. Segundo Costa, a parceria entre diferentes atores e instituições possibilita alcançar diferentes pontos do imenso território do País, dando maior capilaridade às pesquisas conjuntas.

Houve também o lançamento dos livros Gestão Municipal no Brasil – com palestra da pesquisadora do Ipardes Nádia Raggio, Fortalecimento institucional e qualificação da gestão municipal – e Infraestrutura Social e Urbana no Brasil e Dinâmica Urbano-Regional, com apresentação do técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea Bolívar Pêgo.

As pesquisadoras do Ipardes Isabel Barion e Rosa Moura ainda fizeram, respectivamente, as apresentações Paraná: dinâmica urbano-regional do Estado e Cidades médias e cidades de fronteira, abordando a questão das concentrações urbanas e da necessidade de um país policêntrico. Os comentários ficaram a cargo da professora Liana Carleial (UFPR e FAE).

Veja aqui a apresentação Brasil em Desenvolvimento

Veja aqui a apresentação Cooperação federativa

Veja aqui a apresentação Aglomerações Transfronteiriças

Veja aqui a apresentação Paraná: dinâmica urbana

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: